Prove o Brasil O que é? A pluralidade brasileira. Nada melhor para definir o que é a Cachaça. Destilada do caldo de cana, com um sabor único e ricas combinações, a Cachaça permite vários tipos de consumo, seja pura, gelada ou com frutas.

É por isso que ela é repleta de novas possibilidades para quem não quer mais o tradicional. Existem mais de 20 tipos de madeira para envelhecimento e uma variedade de ingredientes genuinamente brasileiros para se misturar.
DESCUBRA O ESPÍRITO DA BRASILIDADE EM SUA VERSÃO DESTILADA
TIPOS DE CONSUMO O espírito do Brasil. Ele define o caminho para beber Cachaça. Cheio de alegria, leveza e relaxamento. O Brasil é o país da multiplicidade. Assim como a Cachaça.

Não há limites para as combinações que você pode fazer, já que a cachaça tem os sabores mais variados e os mais diferentes processos de envelhecimento usando madeira.
SEM RITUAIS NECESSÁRIOS. ABERTO A COMBINAÇÕES
CAIPIRINHA AUTÊNTICA
CAIPIRINHA AUTÊNTICA

Preparar a caipirinha não é difícil, mas tem que ficar atento : trate bem o limão.

COMO PREPARAR
1

Os ingredientes da Caipirinha tradicional são somente Cachaça, limão, açúcar e gelo. Qualquer uma de suas Cachaças favoritas pode ser usada. Você pode escolher cachaça branca ou envelhecida.

2

O limão precisa ser verde. Não use os amarelos. Corte as duas pontas do limão, corte-o verticalmente, remova o cordão central – a parte branca. Fatie o limão na direção contrária.

3

Coloque as fatias em um copo pequeno e adicione uma ou duas (ao seu gosto) colher(es) de chá de açúcar. Com um pilão, macere suavemente, caso contrário, o suco da casca deixará a bebida amarga.

4

Encha o copo com gelo até o topo e despeje 70-75ml de Cachaça nele. Mexa com um palito pelo copo, para misturar os ingredientes.

OUTRAS FRUTAS QUE FAZEM ÓTIMAS BEBIDAS

Sim! A Cachaça combina com (quase) todas as frutas. Apenas repita a receita acima mudando a fruta.

VARIEDADE DE SABORES, ESTILOS E CORES.

MADEIRAS

A Cachaça também mostra toda a sua versatilidade em seu processo de envelhecimento.

O uso de madeiras brasileiras como jequitibá, amburana, ipê e pau-brasil criam nuances únicas para nosso destilado.

Todo o processo de usar madeira para envelhecimento é capaz de mexer com a percepção de sabor daqueles que experimentam essas pequenas riquezas brasileiras.

VEJA AS PRINCIPAIS MADEIRAS UTILIZADAS NO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO DA CACHAÇA.
Amburana

Cachaça envelhecida em Amburana. Apresenta cor intensa e um buquê forte e característico, com notas de baunilha e sabor ligeiramente doce.

Amendoim

Apresenta um aroma sutil, quase imperceptível, cor ligeiramente amarelada e sabor levemente adstringente. Ideal para preparar bebidas, especialmente Caipirinha.

Freijó

Uma madeira dura que não altera muito o aroma, cheiro e sabor da bebida. É frequentemente usada por seu “período de descanso”, que acentua a rugosidade natural da bebida e a torna mais saborosa.

Angico

Aroma de ervas e cereais, suave ao paladar sem gosto residual.

Ariribá

Cachaça envelhecida apresenta tom amarelo-claro e aromas delicados característicos de buquê de flores. Distingue-se pela viscosidade e oleosidade da Cachaça.

Bálsamo

Caracterizada por uma cor amarelo-esverdeada, a Cachaça apresenta intensos aromas herbais e sabor ligeiramente adstringente, geralmente usada em blends com outras Cachaças.

Castanheira

A Cachaça se torna mais suave e levemente cor de bronze, com o aroma e sabor característicos da castanha.

Grapia

Uma excelente madeira para envelhecimento. Reduz a acidez e o conteúdo alcoólico da Cachaça, que se torna mais leve e suave, enquanto mantém sua cor original.

Carvalho Americano

Cachaça envelhecida em carvalho americano, apresenta cor dourada, com aromas característicos de baunilha e coco, sabor suave e buquê aromático complexo.

Carvalho Europeu

Envelhecer em carvalho europeu dá a Cachaça uma cor âmbar, além de aromas e sabores intensos característicos de amêndoas, madeira tostada e taninos.

Ipê

A cor da Cachaça muda para um laranja escuro e seu sabor se torna bem peculiar, muito apropriado para pessoas com personalidade forte em busca de sabores marcantes.

Ipê-amarelo

Considerada uma árvore nacional, possui importância simbólica equivalente ao pau-brasil. A Cachaça apresenta um tom alaranjado e sabor suave.

Jatobá

Aroma marcante, ligeiramente terroso e misturado com ervas, amargor médio. Gosto residual forte e intenso.

Jequitibá

O jequitibá branco é indicado para barris de armazenamento de Cachaça, pois confere sabor e cheiros quase imperceptíveis, além de proporcionar uma cor pálida.

jequitibá-rosa

O jequitibá-rosa confere um tom dourado e agradáveis aromas e sabores, com buquê complexo, similar ao carvalho americano.

Louro-Canela

Deixa a Cachaça mais suave, proporcionando um sabor suave e doce. Essa madeira muda ligeiramente a cor da cachaça.

Pau-Brasil

Geralmente, o envelhecimento com essa madeira leva um período médio a longo (2 a 3 anos). Um bom equilíbrio entre aromas doces e amargos (mistura de flores e ervas).

Angelim-araroba

Cachaça envelhecida em Amburana. Apresenta cor intensa e um buquê forte e característico, com notas de baunilha e sabor ligeiramente doce.

BEBIDAS VARIADAS FEITAS COM CACHAÇA A Cachaça vai bem com muitas coisas. Coloque suas ideias em prática.

  • Dry Chaça Dry Chaça
  • CAIPIRINHA COM ERVA-MATE CAIPIRINHA COM ERVA-MATE
  • CACHAÇA ROSA CACHAÇA ROSA
  • VENGA VENGA
  • COQUETEL DE OSTRAS COQUETEL DE OSTRAS
Dry Chaça CAIPIRINHA COM ERVA-MATE CACHAÇA ROSA VENGA COQUETEL DE OSTRAS
Dry Chaça
COMO PREPARAR
  • 1 dose de Cachaça
  • 15ml de xarope de grenadine
  • 5 gotas de Noilly Prat
  • 1 cereja
COMO PREPARAR Use um copo de mistura (um copo alto usado para misturar coquetéis com a ajuda de uma colher de bar). Na sequência, adicione gelo picado, Cachaça, vermute Noilly Prat e grenadine. Mexa com a colher de bar, misturando delicadamente. Despeje a mistura em um copo frio para dry martini e finalize com a cereja.
CAIPIRINHA COM ERVA-MATE
COMO PREPARAR
  • 60ml de Cachaça com infusão de erva-mate
  • 20ml de melaço de cana
  • 50ml de suco de maracujá
  • Meio limão
COMO PREPARAR PARA INFUSÃO
Coe 500ml de Cachaça com 50g de erva-mate com um bom coador. Separe a mistura.

PARA MELAÇO DE CANA:
Aqueça meio litro de água e dilua 1kg de açúcar com um misturador elétrico. Guarde o melaço na geladeira.

PARA A BEBIDA:
Em um liquidificador, coloque meio limão em fatias, mais o maracujá e o xarope de açúcar. Macere. Adicione Cachaça com a infusão de erva-mate e cubos de gelo no liquidificador e bata vigorosamente até que o coquetel esfrie. Coe levemente com uma cabaça de mate com gelo quebrado ou em uma casca de maracujá com gelo quebrado.
CACHAÇA ROSA
COMO PREPARAR
  • 50ml de Cachaça
  • 15ml de licor de melancia
  • 5 pedaços de melancia
  • 10ml de suco de limão siciliano
  • 15ml de xarope de gengibre
COMO PREPARAR XAROPE
Comece com o xarope de gengibre. Aqueça a água e adicione açúcar refinado, misturando bem com um misturador, até que todo o açúcar se dilua. Adicione o gengibre e guarde por 24 horas. Depois, coe o xarope e guarde novamente.

BEBIDA
Macere os pedaços de melancia com o suco de limão siciliano e o xarope de gengibre em um liquidificador. Adicione os outros ingredientes e misture com os cubos de gelo. Coe e despeje em um copo alto com os cubos de gelo frescos.
Para finalizar, coloque uma fatia fina de melancia e um pedaço de caule de capim santo no copo.
VENGA
COMO PREPARAR
  • 20ml de vinho Pedro Ximenez
  • 40ml de Cachaça
  • 30g de limão
  • 40g de maçã verde
  • 15g de açúcar
  • 150g de gelo
COMO PREPARAR Adicione a cachaça e ogle e mexa no shaker por 5 segundos para misturar. Sirva numa taça de Caipirunha e termine com o vinho Pedro Ximenez, a rodela de limão e um canudo.
COQUETEL DE OSTRAS
COMO PREPARAR
  • 1 limão
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 50ml de Cachaça
  • 2 ostras in natura
  • 1 xícara de chá de gelo picado
COMO PREPARAR Corte o limão na metade e depois corte uma metade em 4 partes. Coloque as partes em uma xícara e adicione açúcar.
Com um pilão, macere para extrair o suco.
Coloque o gelo e preencha com Cachaça. Com uma colher de bar, misture todos os ingredientes.
Abra as ostras com cuidado, para manter o caldo, que deve ser incorporado ao coquetel.
Coloque as duas metades da ostra, com a carne, na bebida. Sirva imediatamente.




Beba com responsabilidade